Sistema digestório humano

A necessidade das enzimas

As enzimas são proteínas especiais com capacidade de acelerar reações químicas, ou seja, comportam-se como catalisadores. Os catalisadores diminuem a energia de ativação da reação, permitindo-a que ocorra com maior rapidez.

a) As enzimas são específicas

Elas acoplam perfeitamente em seu substrato. O modelo de ação das enzimas é chamado de "chave-fechadura".

b) As enzimas não são consumidas durante a reação.

c) As enzimas podem sofrer desnaturação protéica.

Variações de pH e de temperatura podem produzir a deformação na enzima. A perda da forma espacial compromete seguramente a função enzimática.

A hidrólise dos alimentos

A digestão é necessária porque alguns alimentos são grandes o suficiente para não entrarem nas células pelos transportes conhecidos. Sendo assim, moléculas como amido, óleo e proteínas necessitam de digestão para serem incorporadas. O processo de fracionamento dos alimentos é hidrolítico. O alimento a ser quebrado reage com a água, reação facilitada por uma enzima específica. Chama-se de substrato da enzima, a substância a qual ela se liga.


Substrato

Enzima

Produtos

Amido

Amilase

Maltose

Proteína

Protease

Peptídeos

Peptídeos

Peptidase

Aminoácidos

Ácidos nucléicos

Nucleases

Nucleotídeos

Lipídios

Lipase

Ácido graxo e glicerol

Anatomia do sistema digestório humano

SISTEMA = TUBO DIGESTÓRIO + ÓRGÃOS ANEXOS

a) Tubo digestório

Boca, faringe, esôfago, estômago, intestino delgado (dividido em duodeno, jejuno e íleo), intestino grosso (dividido em cólons), reto e ânus.

b) Órgãos anexos

Não são atravessados pelo alimento mas participam da digestão. São: as glândulas salivares, o fígado, a vesícula biliar e o pâncreas.

Digestão mecânica

1. Mastigação: ação dos dentes sobre o alimento

2. Deglutição: ação de engolimento

3. Peristaltismo: movimentos involuntários que empurram o alimento, ocorrem a partir do esôfago até o intestino grosso.

Digestão química

1. BOCA

O ambiente da boca é neutro (pH aproximadamente igual a sete). O líquido digestivo que opera aí é a saliva, produzida por seis glândulas localizadas na cavidade oral. A maior parte da saliva é água. Entretanto, possui uma enzima chamada de ptialina. A ptialina é também chamada de amilase salivar. Digere amido em maltose (dois resíduos de glicose ligados).


2. ESTÔMAGO

O ambiente é ácido (o pH é por volta de dois). O suco digestivo do estômago é chamado de suco gástrico. Possui muito HCl, o que justifica o baixo pH. Além disso, contém uma enzima chamada de pepsina, uma protease. Ela acelera a digestão de proteínas em peptídeos (pequenos conjuntos de aminoácidos).

3. DUODENO

O ambiente é básico (o pH é por volta de oito). Há lançamento de três líquidos: o suco entérico (proveniente do próprio intestino delgado), o suco pancreático (proveniente do pâncreas) e a bílis (proveniente da vesícula biliar, porém feita no fígado).

Comentários

nathalia disse…
oi professor!
seus textos são ótimos é mto bom tê-los pra estudar pras provas!
obrigada beijinhos!
Anônimo disse…
Professor, dê um jeito no Rogério Fadul!!!! Não acredito que ele esteja preparado para fazer parte da equipe do Galois.
Anônimo disse…
que absurdo isso sobre o professor rogério!!

Postagens mais visitadas deste blog

Insetos e aracnídeos: uma confusão evitável

Lista de exercícios - biologia