domingo, maio 27, 2007

O simulador da Terra Primitiva

A semana que passou marcou a perda de um ícone da Biologia desse século: morreu na Califórnia, o Sr. Stanley Miller. Norte-americano, trabalhou com Harold Urey na Universidade de Chicago. Lá, montaram uma geringonça que seria a mais importante pesquisa de sua vida: o "recriador da Terra primitiva".

Miller, orientado por Urey, selecionou três gases e o vapor d'água para consistir a atmosfera primitiva. Usou metano, hidrogênio e amônia. Arquitetou um aparelho em que podia promover descargas elétricas como se fossem relâmpagos. Água líquida existia, embora a evaporação fosse insistente. A Terra no seu período pré-biótico era de fato uma caldeira.

Deixando seu aparelho funcionando por alguns dias, a dupla conseguiu algo inesperado: seu "oceano" mudara de cor, ficara avermelhado. A análise daquela água mascarada revelou alguns compostos orgânicos, entre eles... aminoácidos!

A idéia que povoou os sonhos científicos de Miller foi semeada por dois cientistas. Um russo e outro inglês. Oparin e Haldane propuseram no início do século XX o que ficou conhecido como "a teoria da evolução química gradual". Segundo eles, os primeiros seres vivos vieram da progressiva combinação molecular nos oceanos primitivos. E os oceanos receberam essas moléculas do céu. Gases teriam se combinado e o resultado era orgânico. A carência de experimentos que pudessem comprovar tal possibilidade foi revertida no laboratório de Chicago e publicada em maio de 1953.

Muitos cientistas se queixavam que tudo aquilo poderia ser coincidência embora concordassem que era algo inquietante. Foi então que em 1969, um meteorito que caíra na Austrália, revelava que moléculas orgânicas surgiam fora dos domínios da Terra. Essa comprovação alavancou os dados de Miller.

Dúvidas à parte, Miller entrou para o rol das celebridades científicas embora não tenha sido agraciado com o Prêmio Nobel. Urey, sim. Ganhou-o em 1934, pela descoberta do deutério. Apesar disso, os trabalhos do Senhor Miller habitarão para sempre como os mais básicos para a minha área. Afinal de contas, como estudar a vida e não deixar de se questionar como tudo começou?

Um comentário:

Aline disse...

Oi Professor!
sou sua aluna do 3º F!
Li este artigo sobre o simulador e fiquei muito curiosa. Adoro este assunto sobre evolução, apesar de ser criacionista.
Uma pergunta, como q estes aminoácidos surgiram e como que isso poderia dar origem a uma vida no decorrer dos anos?
Se puder me responder ficarei mt grata.
Meu e-mail: alininhagp@gmail.com
Bejus