terça-feira, fevereiro 24, 2009

Homeostase

O corpo requer equilíbrio. Ele o busca na tentativa de oferecer condições ótimas de sobrevivência. A manutenção da constância do meio interno recebe o nome de homeostase. O conceito pode transcender o corpo de um organismo – como o humano – e ser utilizado para representar organizações ecológicas, como populações, comunidades e ecossistemas.

Entre os diversos parâmetros que devem ser ajustados para a homeostase corporal incluem-se:


a temperatura,


o pH,


o balanço hídrico,


a concentração de eletrólitos (íons),


o nível de glicose sanguíneo ,


entre outros.


Para todas essas variáveis, certo valor deve ser ajustado para que o corpo tenha um ótimo em termos de funcionamento. Um pH e uma temperatura adequados, por exemplo, favorecem a forma das enzimas, proteínas que aceleram reações químicas endógenas (internas). O nível de íons deve ser adequado para que gradientes de concentração e elétrico se mantenham em patamares funcionais.


Para que a homeostase seja garantida, diversos mecanismos são utilizados. A fisiologia dos rins elimina íons e água em excesso. Hormônios ativam e desativam funções. O comportamento ajuda na busca de soluções, como para o aumento ou diminuição da temperatura.


Na luta contra variáveis ambientais, o corpo sempre "sai à cata" de contra-mecanismos para se reajustar. Vejamos alguns exemplos.






Na base do cérebro existe uma glândula chamada de pineal. Seu hormônio é chamado de melatonina. A melatonina controla o tempo de vigília e de sono. Em dias sucessivos de noites bem dormidas e dias bem "acordados", o gráfico segue como adiante. Uma viagem longa de avião pode alterar tudo. É o "jet lag", o mal do fuso horário. Diante de uma nova realidade de horários, o corpo deve procurar um novo equilíbrio que poderá demorar e para minimizar os impactos, nesse caso, podemos até incluir um pouco de melatonina para adaptar mais rapidamente o indivíduo.

Em outro caso, quando um ser humano viaja para regiões de grandes altitudes há um nítido desconforto decorrente da falta de oxigênio. Assim, o corpo procura formas de compensar essa falta. A curto prazo, promove a aceleração cardíaca, reação que é conquistada nos Andes com ajuda dos habitantes que recomendam mascar a folha da coca ou tomar um chá feito com as folhas da planta. Depois de alguns dias, as hemácias aumentam de quantidade graças a ação de uma glicoproteína fabricada pelo próprio corpo, particularmente pelas células dos rins, chamada de eritropoetina (EPO).

Entendeu o conceito de homeostase? Vamos aplicá-lo. Observe o item abaixo:

PAS – TERCEIRA ETAPA – 2007


90 Nos mamíferos, a pele e a circulação sanguínea são importantes fatores no controle da temperatura interna, segundo o princípio da homeostase.


O item está... CERTO! Há mecanismos na pele e na circulação que são importantes para que a temperatura do corpo mantenha-se estável.